Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

24
Out12

As coisas ridículas do Facebook

Eu assumo-me como viciada no Facebook, mas se por um lado gosto tanto da partilha de fotos e de experiências, rever amigos, saber mais deles e como andam as suas vidas nos cantos do Mundo, das publicidades a lojas e produtos que me interessam que de outra maneira desconheceria, por outro lado há momentos em que aquilo me irrita. O Facebook é uma utopia onde toda a gente é boa pessoa. É humildade, respeito e amor por todo o lado. Todos apelam à caridade e à consciência. Toda a gente já passou por imensas dificuldades na vida, mesmo que isso signifique não poder trazer para casa a Zara inteira. Já sofreram, já perdoaram, e agora são óptimas pessoas!

Tudo que é característica intrínseca a uma pessoa é uma coisa boa, ninguém tem defeitos porque lá simplesmente não existem. Teimosia é dedicação e empenho, arrogância e snobismo são respeito pelo próprio. 

Confesso que se alguém me explicasse na teoria o funcionamento da página de Mark Zuckerberg, eu ia achar uma coisa parva. Mas primeiro estranha-se e depois entranha-se, por isso vamos vivendo nesta relação de amor-ódio com actualizações de hora a hora.

4 comentários

Comentar post