Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

04
Jan13

Injustiças sociais

Tenho uma opinião muito própria sobre os gastos do estado para as pessoas com dependências. Acho mal, muito mal. Podem-me chamar de fria, de insconciente, ou até dizer que não sei o que digo, mas eu acho que o estado não devia pagar para tratar pessoas com vícios, sejam eles quais forem.

Porque raio é que eu vou andar uma vida a descontar para a segurança social, se quando eu chegar a idade da reforma nem a vou ter, mas parte do dinheiro que eu dei vai ser utilizado para reabilitar toxidependentes, ou alcoolatras, ou obesos?

Falando especificamente nos toxicodependetes e alcoolatras, acho muito piada que se diga "A vida não lhe correu bem", "O pai dele/a já era assim", "não teve uma boa educação", e mais um rol de desculpas incontáveis. Na minha opinião, só se vicia na droga ou no alcool quem quer. Então e os outros, que também tiveram problemas, que tiveram uma vida madastra desde criança, e venceram na vida? Esse são o quê, normais?

Pior do que isso, é gastar tanto com esses, e não ajudar noutros sítios, que são de igual importância. Por exemplo, o estado só comparticipa um tratamento de fertilidade a um casal que não consiga ter filhos, um único a pessoas que descontam para o estado todos os meses e não tiveram culpa nenhuma do problema que lhes surgiu. Em contrapartida, conheço mais do que um caso de pessoas às quais o estado pagou mais de 5 tratamentos de desintoxicação, que ficam por milhares de euros cada um.

É triste a realidade que temos, e quando mais olho aqui para o nosso cantinho, e que por muito que me custe cada vez mais penso se não será imigrar a única solução para quem ambiciona viver num país mais justo.

 

PS: o texto foi publicado inacabado, por carreguei em publicar em vez de guardar como rascunho.

9 comentários

Comentar post