Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

01
Jan14

Retrospectivar#2

Por muito optmista que eu seja tenho de admitir que este ano foi terrível, "une catrastrophe" como se diz por cá. A verdade é que não tinha nada para correr mal, até porque os anos ímpares são os meus preferidos. Lembro-me de passar aqui no Luxemburgo o 1º dia do ano, na casa dos meus pais, numa total felicidade e plena de sonhos para cumprir nos próximos 364 dias. Afinal tínhamos acabado de decidir mudar de país!

Durante 4 meses preparamos tudo para a partida, começamos a estudar francês, procuramos trabalho e finalmente viemos com promessas de emprego. Deixamos o Mike, com a promessa que dentro de 1 mês, dois no máximos voltaríamos para o ir buscar e viver a 2000km a nossa vida de sonho planeada. Lembro-me de olhar para ele pela última vez antes de vir, e desatar num pranto, como se já adivinha-se o desfecho.

a 21 de Março partimos,e rapidamente as promessas se mostraram infrutíferas. Entretanto o Mike adoeceu, e passado nem um mês de cá chegarmos tivemos de regressar para por o nosso príncipe a dormir. Não foi apenas o pior dia do ano, foi o pior dia da minha vida e também primeiro de muitos momentos difíceis que se seguiram.

Acabamos por encontrar trabalho nas limpezas (eu primeiro que o B.) e apesar do nosso esforço nada de melhor tem surgido. Continuamos a estudar francês, mas como só trabalhamos com outros portugueses e só nos vemos 40minutos por dia, a prática da língua é quase inexistente.

Soube ainda que como o meu curso não é reconhecido cá, os meus estudos aqui não valem nada. Terei o equivalente ao 12º ano.

Todos sabemos que deixar o nosso país não é fácil. Falta-me o tempo livre que aí tinha, e os amigos, e as conversas de elevador com os vizinhos que conhecemos desde sempre. Falta-me o bom tempo que me permitia usar óculos de sol todos os dias, falta-me o cinema, falta-me um café que faça francesinhas em cada esquina. Falta-me as ruas da cidade em que cresci, as pessoas que mesmo que não conheço, lhes reconhecia o rosto por nos vermos todos os dias, falta-me a praia, falta-me um horário de trabalho que não me faça sair de casa às 5:30h da manhã e regressar às 22h. 

Nada disto parece muito importante, mas acaba por se tornar fulcral quando se incute na nossa rotinas durante semanas e meses seguidos. 

Estou noutro país por opção, e não posso dizer que não gosto de cá estar, porque gosto e muito! Tenho aquilo que a maior parte dos portugueses pede neste momento: casa, amor, saúde e trabalho. Talvez esteja a ser injusta, ou talvez estivesse mal habituada... Poderá ser que este ano tenha sido apenas uma transição, uma espécie de evolução, não sei.

Sei que 2013 me tornou uma pessoa menos feliz. Menos optimista, menos sorridente, menos sonhadora. Desse ano recordo com alegria duas coisas: a finalização do meu curso com um relatório final avaliado em 19 valores, e o dia em que parti para esta aventura.

Arriscaria dizer que 2014 não poderia ser pior, mas bem, sendo honestos as coisas podem sempre piorar. Resta-me esperar que este ano me recompense por aquilo que o anterior não me trouxe e de tão querido me levou, seguindo-me pelo velho ditado "depois da tempestade, vem a bonança".

Quanto a vocês "façam o favor de serem felizes" porque "a felicidade está nas pequenas coisas da vida".

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D