Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

03
Mar17

Chef mas pouco

Não sendo eu uma fada do lar, muito menos alguém que ame a culinária, tenho-me dedicado mais a cozinhar - coisas da vida. A nossa decisão de comer menos carne e não a cozinhar em casa tem ajudado o interesse crescente pela cozinha vegetariana, também porque sempre detestei mexer em carne.

Desde então tenho esmiuçado sites, livros e fóruns de receitas vegetarianas para aprender a ter mais imaginação na cozinha. A minha receita ideal é algo rápido, simples, saboroso e que não leve coisas "esquisitas" como tofu - basicamente tento adaptar as receitas de toda a vida, o que não é tarefa fácil. Sou acompanhada por um especialista no assunto e é preciso variar e ingerir as doses correctas para que não hajam carências nutricionais, porque ao contrário do que se pensa, ser vegetariano não é automaticamente sinónimo de ser saudável.

Ontem fiz umas entradas para aproveitar pão duro com queijo e azeitonas e um belíssimo arroz de bróculos, coisa para me orgulhar de tão bonito que ficou. Até tirei foto e enviei à minha mãe, que me conhecendo bem, sabe que sempre fui a chef do leite com cereais e das tostas mistas.

A refeição incluiu vegetais, hidratos de carbono, gorduras boas e proteína. Era ver-me comer com um sorriso, tal era o meu orgulho.

No final, diz-me o meu marido:

 

- Isto estava muito bom, mas sabes o que ia bem aqui? Uns rissóis de leitão.

 

 

Uns segundos depois, a minha mãe responde-me:

- Que bem! Está muito bonito. Já emagreceste alguma coisa? 

 

 

 

Um pede-me para fazer sopa todos os dias à meses para ajudar a mudança de alimentação e depois sai-se com esta. A outra acha que todas as alterações alimentares tem como objectivo emagrecer. É isto a minha vida. 

 

1 comentário

Comentar post