Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

10
Jan17

Crushs televisivas

Quem nunca se encantou por um actor/actriz? Quando digo encantar, não digo apaixonar, digo simplesmente gostar ou ter um carinho especial por. Seja por a pessoa em si, seja pela personagem representada, ainda que não seja o actor com melhor desempenho já visto.

Poderia enumerar algumas pessoas mas assim de repente tenho vergonha não me lembro, as únicas que me vem à memória são as últimas e mais longas: Taylor Launter por o seu papel no Twilight, e Sofia Vergara por o seu papel em Modern Family. Porquê? Não me perguntem. Não os acho actores de mão cheia, ainda não lhes vi nenhum papel particularmente difícil de fazer (ainda que simpatize com os abdominais do lobito, não posso comparar o trabalho dele com um Leonardo DiCaprio em "The Wolf of Wall Street"), mas são personagem simpáticas, simples e que me fazem rir.

É impossível não simpatizar com a carismática Glória Delgado, mas rendi-me à Sofia depois de ver desfilar pelo tapete vermelho (aquiaqui, e aqui). Quem mais rasgaria um vestido no rabo e brincaria com isso? Fiquei seguidora através das redes sociais, e fiquei ainda mais fã com o aparecimento do marido na vida dela - Joe Manganiello (vá, se não conhecem, pesquisem vocês mesmos porque eu não consegui escolher só uma foto).

Com as mudanças da vida, os gostos vão mudando. Continuo a gostar de todos os acima descritos, mas à minha lista vão sendo adicionados outros. A mais recente? Blake Lively - este "crush" começou por uma paixoneta pelos modelos escolhidos para o red carpet. Cada vez que ela aparecia eu pensava "mas quem é esta giraça?". Nunca vi a série mais conhecida dela, mas é impossível ficar indiferente a tanto bom gosto. Chique, simples, elegante, sempre linda. Fui ficando atenta aos seus aparecimentos sozinha e com o namorado, depois marido, mais tarde grávida e com os filhos de ambos. A moça até grávida fica mais elegante do que eu no meu casamento!

Num domingo normal a vaguear pelos telecines, caí no filme "The Age of Adaline". Pronto, aqui fiquei mesmo fã. Não foi assim um filme de cair para o lado, mas foi muito bem feito. E aquele guarda-roupa? Ai, que até fico sem ar nos pulmões. 

Talvez eu tenha amadurecido (que bonita palavra para não dizer envelhecer) mas se eu tempos gostava de ter sido abençoada com o corpinho da Sofia, agora trocava de boa vontade o corpinho da latina por a elegância da Blake: isto porque o aspecto físico não é tudo, e se um corpo escultural todos podemos trabalhar para ter, aquele ar "je ne sais quoi" não se consegue assim às boas. 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D