Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

07
Dez16

Kindle e literaturas

Desde que me conheço que gosto de ler, gosto mesmo muito de ler. O meu problema é igual ao de toda a gente com o mesmo gosto que eu: devoramos um livro em 2 ou 3 dias e depois ficamos a ver navios. Não sendo logisticam€nt€ possível comprar livros a cada 2 ou 3 dias porque o meu ordenado tem outras obrigações a cumprir, decidi o ano passado comprar um Kindle. 

Já sabia à partida que não é a mesma coisa ler em formato digital, mas o preço dos livros torna-se muito mais apetecível. Consigo comprar livros pequenos que se lêem muito bem numa tarde e que custam nada mais que 1€. 

A desvantagem é que não há praticamente oferta de livros em português de Portugal. Há imensos em português do Brasil mas este tipo de tradução não me dá o prazer da leitura que dá um livro bem escrito em português. Já tentei ler em inglês e francês, mas não é a mesma coisa; passo o dia a ler e a falar em línguas que não são a minha, por isso quando me deito na cama para ler antes de dormir, espero que aquilo me traga não só o prazer da leitura mas também as palavras que me fazem lembrar a minha "casa", poder perceber exactamente o que significa cada palavra sem sinónimos nem rodeios, agarrar-me àqueles adjectivos que consigo esmiuçar e assim imaginar-me no meio daquela história como espectadora.

Gosto especialmente no Inverno, de me deitar no sofá ao sábado de tarde com o meu Kindle, as minhas mantas e as minhas bichezas e assim transformar aquelas horas numa visita a um sítio onde se fala bom português, sem sair do lugar. 

O único problema e que me deixa zangada de verdade é comprar livros online em "brasileiro" porque não tenho escolha, o livro não ser assim tão barato e ainda por cima sair uma porcaria. Conto pelos dedos os livros que não consegui terminar de ler por serem tão maus, e olhem que eu leio até aqueles romances conhecidos como "Sabrina" que não são mais do que romances de bolso em que há uma paixão impossível, resolve-se o problema e final feliz. Comprei a semana passada um livro tão mau que ainda estou de relacões cortadas com o Kindle, e quando assim é, deixo-o em cima da mesa de cabeceira sem bateria até ter vontade de arriscar e comprar outro.

Posto isto, se estão a pensar comprar algo do género agora para o Natal e se vos serve a minha opinião, se classificasse a minha experiência com o Kindle numa escala de 0 a 10, creio que lhe daria um 6. Ou haverá por aí alguém que me ajude a encontrar livros compatíveis com boas traduções?

13 comentários

Comentar post