Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

20
Jan17

Será a idade #2

Depois do último post fiquei a reflectir sobre como a vida muda, e como eu própria há dez anos atrás me imaginaria com estes hábitos. Deixar de comer carne não me passaria pela cabeça nunca porque eu não gosto de legumes, não como saladas, nem nada que seja verde mas com o passar do tempo passei a tolerar sopas e legumes disfarçados na comida.

Lembro-me de tantas vezes durante o tempo de universidade jantar sacas de gomas, barras de chocolate e coca-cola. Hoje não o faria porque a cada ano que passa mais difícil me é manter o peso, mas ainda que continue a adorar gomas e chocolate, no máximo consigo comer umas 5 antes de ficar enjoada daquilo, e o mesmo acontece com chocolate. 

Sabores que tanto prazer me traziam deixaram de o fazer, e por outro lado outras coisas que achava intragáveis demonstraram o seu lado mais saboroso como o bacalhau e o café. Fui piada durante muito tempo quando me mudei para o Luxemburgo, por ser a única portuguesa que não comia bacalhau nem tomava café, diziam-me em tom jocoso que de portuguesa eu só tinha o bilhete de identidade. E não é que hoje me dá bastante prazer tomar um café bem curtinho e cremoso no fim do almoço? E que um bacalhau bem preparado (desde que não leve couves muito verdes à mistura) já me deixa com água na boca?

A vida muda, nos mudamos e os nossos gostam mudam também. O Bruno não bebia cerveja nem vinho, e hoje gosta de quando em vez saborear a sua cerveja XPTO preta - e digo saborear porque é isso que ele faz, bebe-a muito devagar para lhe sentir o sabor. Só o cheiro da cerveja ainda me dá náuseas mas quem sabe se daqui a uns anos não vamos estar os dois a percorrer as festas da cerveja por essa Alemanha fora? Quem sabe se não passamos os dois a gostar de vinho? E já que não faz sentido nenhum adorar peixe, marisco e lulas e não conseguir comer polvo, começar a gostar de um polvo à lagareiro? Ou melhor ainda, que passo a ser uma devoradora de saladas de todo tipo e espécie, cheias de coisas estranhas que hoje nem lhes sei o nome. E troco a minha querida pizza prosciutto por uma pizza cheia de rúcula em cima? Prontoooooo, também não vamos exagerar.

Da minha parte o único esforço que vou continuar a fazer é insistir nos legumes, sejam eles na comida, nos sumos, em batidos ou whatever. Se o tempo passa e o paladar muda tanto com o passar dos anos, vamos tentar fazer com que mude para o lado saudável.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D