Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

08
Nov16

Sinceridade ou má educação?

Eu tenho gatos Sphynx (sem pêlo) e aceito a 200% que as pessoas os achem feios. De verdade, nada contra. Quando ouço um simples "Gosto mais de gatos com pêlo", ou "Acho-os feios, fazem-me impressão", aceito. Não há, a meu ver, necessidade de dizer "Ai que nojo! Que coisa horrorosa! Isso não é um gato", "Olha, parecem ratos de esgoto!", pior ainda "Se visse uma coisa dessas na rua nem sei o que lhe fazia". Fico ofendida com este tipo de comentário. 

Onde entra aqui a sinceridade e onde começa a falta de respeito? Tenho colegas criadores que são igualmente mal educados quando ouvem estas pérolas, perguntando às pessoas se têm espelhos em casa, ou se já olharam bem para os filhos delas. Eu limito-me a fazer de conta que não ouvi. 

Por outro lado, tenho a sorte de ter amigos e familiares próximos muito sinceros e que sei que a opinião vem sempre na forma mais natural possível.

- Gostas do meu novo penteado?

- Sinceramente, não.

Quem diz o penteado diz alguma indumentária ou outra coisa qualquer. Serve ainda para nos "cascarem na cabeça" quando não agimos da forma mais correcta do ponto de vista deles, e não imaginam como eu agradeço isso.

Isto estende-se até minha casa, onde eu e e a cara metade somos o mais honestos um com o outro possível, seja para dizer (de uma forma suaveeee) que eu ou ele estamos mais gordinhos e está na hora de fazer exercício, ou para criticar a forma como um de nós falou com os pais, ou whatever.

Não sei se a sociedade está a mudar ou se é apenas pela minha idade estar a avançar, mas cada vez mais acho que há dois tipos de pessoas:

1. As que se esforçam para transmitir a sua opinião da forma mais sincera possível.

2. As que se esforçam por ser simpáticas e cordiais, e uma mentirinha não faz mal se for para não deixar alguém triste.

Adoro estar a falar com alguém e que essa pessoa me diga: "Não concordo contigo, e não concordo por causa disto e daquilo". Quantas vezes eu própria troco a minha opinião, apenas porque me foram expostos factos diferentes nos quais nunca tinha pensado? Como diria Lavoisier, "Rien ne se perd, rien ne se crée, tout se transforme", e por isso mesmo acho que é importante sermos expostos a outras ideias, outras realidades nas quais não pensamos/vivemos/imaginamos. 

Se pergunto a alguém que já foi a Portugal se gostou, agradeço que a pessoa me diga sinceramente que não. Isso vale para criticar alguma atitude que eu tenha tomado, alguma acção minha que a pessoa não concorde.

Contudo, e apesar de ser fã da sinceridade, acho que por vezes é difícil encontrar o equilíbrio entre a sinceridade e a rudeza e/ou má educação. Eu própria me debato com este problema muitas vezes, porque tenho por hábito ser muito directa e brusca a falar, que por sua vez é interpretado como rudeza. E como eu luto para ser apenas sincera, e não rude, ó se luto!

É-me difícil encontrar o ponto entre a sinceridade e o que a minha mãe chama de "má-educação", porque para mim é só a minha opinião em forma bruta. A minha avó dizia que eu tinha "o coração na boca", e por isso as respostas saem sem filtro. Com o tempo tenho aprendido a florear o meu discurso, principalmente com pessoas que não me conhecem muito bem, mas ainda me incluo-o no grupo 1. 

O que me chateia? Pessoas que são mal educadas e o justificam com a sinceridade. Mas não serei também eu, uma essas pessoas que justificam a má educação com a sinceridade? 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D