Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog da Margarida

Blog da Margarida

28
Mai18

Netflix, não és tu, sou eu

Não gosto de me sentir info-excluída, gosto de estar a par das novidades e de experimentar/ver (mesmo que seja apenas para poder opinar), e como poderia um casal com idades a baixo dos 30 anos ainda não ter Netflix em casa no ano de 2018? 

Já ninguém vê televisão - muito menos sem canais por cabo - porque a oferta é pouca comparando com a Netflix, e ainda temos os horários que não nos são convenientes e a impossibilidade de vermos uma série toda numa tarde (sem recorrer a sites manhosos).

Se há uns anos atrás me tivessem dito que existia Netflix em Portugal, estaria disposta a pagar até o dobro da mensalidade pedida pelo simples facto de não ter de esperar uma semana inteirinha pelo episódio seguinte. Hoje, a minha vida é outra.

Por curiosidade, acabei por aceitar o mês gratuito que o serviço propõe, e imaginam qual foi a sua utilização? Pois, nenhuma, nem mesmo um episódio completo.

Poderia dizer que foi por falta de tempo, mas foi pura e simples falta de interesse.

Numa fase em que me tento distanciar o mais possível de redes sociais e de ecrãs de luz azul que tantos malefícios nos trazem, em que tenho dado prioridade a outras actividades que me tem feito bem ao corpo e à alma, percebi que não há espaço na minha vida para a Netflix. 

Haveria se eu quisesse, porque numa agenda bem arrumadinha há sempre tempo para mais alguma coisa que nos dê prazer: eu é que não troco uma corrida ao fim do trabalho, ou um jantar mais demorado na paz do nosso jardim, um fim de tarde a jardinar, ou um passeio mais longo com a Camila, ou aquele tempo necessário para fazer um bolo de aniversário para o meu pai ao invés de comprar um já feito, por um episódio de alguma série.

Netflix, ainda que sejas um serviço fantástico e que faças milhões de pessoas felizes por este mundo fora, a nossa relação não tem futuro. Agradeço toda a tua disponibilidade, variedade e ainda o mês gratuito, mas o problema não és tu, sou eu.

09
Mai18

Coisas que se ouvem na minha casa #4

Dos meus três gatos, a Alice sempre foi a mais arisca. Meiga e brincalhona, gosta muito de carinho, dorme sempre connosco mas ao mesmo tempo mantém sempre a sua pose de "diva-eu-é-que-sei". Contudo nas ultimas semanas (meses?), ela tem andado muito mais carinhosa: é ronrons a toda a hora, é amassar pão enquanto olha para nós, é maluquices de nos vir morder as mãos para brincarmos com ela.

Num dia destes, enquanto a via a amassar pão, dizia eu ao Bruno:

- A gata está diferente. Nos gatos o ronronar excessivo pode ser sinal de dor ou desconforto. Achas que devia ir com ela ao veterinário fazer umas analises?

- Pára com as tuas paranoias hipocondríacas nos animais. Ela está bem, está esterilizada, come bem, brinca, tem fezes normais*. Ela só está feliz e relaxada.

- E esta meiguice toda vem de onde?

- Ela vai fazer 7 anos, se calhar é a menopausa... 

 

*De tantos anos passados comigo, o Sr. meu marido até já aprendeu a fazer uma anamnese/avaliacão física rápida aos animais cá de casa. Só falhou no diagnóstico porque as gatas não tem menopausa.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D